Fim de Semana em Belo Horizonte/MG

Oi pessoal, tudo bem?

Para quem segue o instagram do Blog viu que o final de semana passado foi em BH. Se você ainda não segue, corre lá @demochilaesapatilha.

Foi a primeira vez que eu fui até a cidade, fiz milhões de planos e queria conhecer Minas Gerais toda, mas eram só 02 dias, então me concentrei em Belo Horizonte.

Não aproveitei tanto quanto queria porque consegui ficar resfriada na véspera da viagem com direito a garganta inflamada e febre. Mas oh, o que eu deixei de fazer deixo como sugestão Smiley contando um segredo

Chegamos em BH na sexta por volta das 19h no aeroporto de Confins.

End.: Rodovia LMG-800, km 7,9, s/n, Confins – MG, 33500-900

Pegamos um táxi taxado da empresa Cootramo/MG. Acho mais seguro, sempre tenho receio de que o motorista de voltas à toa comigo.

O valor da corrida taxada foi de R$ 127,00 por trecho até o Hotel Mercure de Lourdes.

Ficamos hospedados no Hotel Mercure Belo Horizonte Lourdes, não seria minha primeira escolha, mas por outras razões precisou ser esse. O hotel é bom, mas acho que a localização do Ibis Belo Horizonte Afonso Pena seria melhor. Mas ok!!

O primeiro eu indico porque fiquei. E o segundo mencionado indicaria pela localização, por ser hotel de rede acredito que não fuja muito do padrão. #ficaadica

Hotel Mercure Belo Horizonte Lourdes fica próximo aos locais que visitamos, alguns trajetos fizemos a pé.

Os quartos são amplos, não achei a cama confortável.

Hotel Mercure Loudes BH Hotel Mercure Loudes BH 1 Hotel Mercure Loudes BH 2

Possuem estrutura de copa com frigobar, microondas e pia.

Hotel Mercure Loudes BH 3 Hotel Mercure Loudes BH 4

O banheiro é bem espaçoso com bancada bem espaçosa, houve troca de toalhas como solicitado.

Hotel Mercure Loudes BH 5Hotel Mercure Loudes BH 7 Hotel Mercure Loudes BH 6

A acústica dele não é das melhores, durante a noite pude escutar toda a movimentação no corredor.

Limpeza do quarto foi padrão.

End.: Avenida do Contorno, 7315 – Lourdes

Sexta à noite

Saímos para jantar no ANCHIETA BOTEQUIM.

BOTEQUIM ANCHIETA

Fui pela indicação do Tripadvisor, até achei que fosse encontrar fila no local, mas à noite estava bem tranquila, o público no local era de casais e grupos de amigos.

Pedimos uma entrada de Pastel de Camarão, o recheio estava bem saboroso.

BOTEQUIM ANCHIETA - PASTEL

Como prato principal pedimos Panhoca Recheada (Pão recheado com creme de queijo e iscas de file). Eu não conhecia, mas foi um ótimo pedido.

BOTEQUIM ANCHIETA - PANHOCA

End.: Rua Vitorio Marcola, 33

Sábado

Uma coisa que eu não consegui encontrar foi um bom local para tomar café da manhã, com um buffet com várias opções, mas não que eu ache que não tenha, só não dei sorte. Xícara de café

Mas Daisy do Blog Alo Houston deixou dicas ótimas para a próxima vez: Casa Bonomi, Café colonial da Momo, Bendita Gula (Lourdes) e o Super Nosso.

Mineirão (Estádio Minas Arena) – estádio é motivo de orgulho para os Mineiros. Ele é aberto para visitação ao público. O tour é guiado e acontece de hora em hora, com exceção dos dias em ocorrem eventos no estádio, para consultar os horários clica aqui.

ESTÁDIO DO MINEIRÃO  Estádio do Mineirão 1

O tour durou em torno de 40 minutos, e você conhece locais como a sala de imprensa, o vestiário, a arquibancada e o campo de futebol. O ruim foi ter que ver as lembranças do 7 X 1 da copa Irritado

Estádio do Mineirão 4  Estádio do Mineirão 2

Estádio do Mineirão 3

No estádio ainda tem o Museu Brasileiro do Futebol (MBF) como tínhamos tempo antes do tour no Estádio aproveitamos para conhecê-lo, mas confesso que não me atraiu muito.

Museu do Futebol BH (2) Museu do Futebol BH (1) Museu do Futebol BH (3)

Museu do Futebol BH (4) Museu do Futebol 5

A visita foi “ok!” na minha opinião. Para quem tem curiosidade em conhecer as arenas e gosta do assunto vale a pena!

O ingresso para o tour do Estádio e para o Museu ficou R$ 14,00 por pessoa, pagamento somente com dinheiro.

End.: Avenida Antônio Abrahão Caram, 1001 – Pampulha

Lagoa da Pampulha – Depois que saímos da visita ao Estádio fomos andando para a Lagoa, ela fica próxima ao estádio do Mineirão e do Ginásio do Mineirinho. Foi uma boa caminhada pela Orla da Lagoa, mas a vista compensou.

Lagoa da Pampulha

Vista da Lagoa da Pampulha, com Mineirão r o Mineirinho no fundo

No calçadão da Lagoa tinha bastante gente fazendo caminhada, andando de bicicleta, é um ótimo lugar para passear com a família.

Ao redor da lagoa possui restaurantes, se tiver próximo ao almoço pode dá uma parada por lá para aproveitar à vista e almoçar. Eu gostei muito da cara do Restaurante Juscelino Deck Beer. (#ficaadica)

Igreja de São Francisco de Assis – A igrejinha fica na orla da Lagoa da Pampulha. Ela foi projetada pelo Oscar Niemeyer, sua estrutura tem formato de ondas, e faz parte do Conjunto Arquitetônico da Pampulha. Eu não aguentei, mas se você tiver disposição aproveite para conhecê-lo. (#ficaadica)

Igreja São Francisco de Assis Igreja São Francisco de Assis 1

Igreja São Francisco de Assis 2

Interior da Igreja São Francisco de Assis

End.: Avenida Otacílio Negrão de Lima, 3000 – Pampulha

Retornamos para a frente da entrada do Estádio do Mineirão no portão onde fica a entrada para o Museu do Futebol. Pegamos o ônibus da linha 5106 até o Mercado Central. O ponto de ônibus não fica em frente ao mercado, mas para próximo, na Avenida Bias Fontes.

Mercado Central – tem mercadorias diversas: frutas, verduras, queijos, doces, artesanatos, produtos para cozinha, itens de decoração, botequins, e muito mais. Chegamos lá por volta das 15h e estava bem cheio.

Mercado Central BH Mercado Central BH 2

Mercado Central BH 3 Mercado Central BH 5

Mercado Central BH 4 WP_20150530_117B

Fomos direto para o Botequim Casa cheia vi indicação desse restaurante em vários sites. O restaurante estava lotado com fila na frente, aguardamos por volta de 45 minutos. O ambiente é de botequim misturado com restaurante. O atendimento foi muito bom.

Mercado Central BH (2)

Tinham muitas opções de petiscos e de pratos, a maioria servia uma pessoa, mas tinham pratos para duas pessoas. Pedimos Costela de Adão e Cozido de Cordeiro, aprovamos tudo.

Mercado Central - Casa cheia BH Mercado Central - Casa cheia BH 1

End.: Av. Augusto de Lima, 744 – Centro

Depois disso caminhamos até o hotel e não consegui mais sai. Smiley nauseado

Se você optar por conhecer o Conjunto Arquitetônico da Pampulha, deixe a visita do Mercado Central para o Domingo, assim acredito que fique menos cansativo.

Domingo

Feira Hippie BH – feira montada na Av. Afonso Pena. A feira tem muitas barracas e centro dela fica em frente ao Parque Municipal Américo Renné Giannetti.

Feira Hippie BH 1

Vista do Centro da Feira

 Feira Hippie BH

O que eu achei super interessante foi na organização da feira, as barracas são distribuídas de acordo com seu segmento: comida nas extremidades e no centro, e no decorrer da feira decoração, casa, roupa feminina e masculina, roupas de crianças, itens para enxoval de bebê, bijuterias etc. Ainda não tinha visto em feiras, geralmente e tudo misturado.

Feira Hippie BH 2 Feira Hippie BH 3

 Feira Hippie BH 4

Tem barracas que aceitam cartões de crédito e débito e outras só pagamento com dinheiro, então é melhor não ir desprevenido.

End.: Av. Afonso Pena

Parque Municipal Américo Renné Giannetti – não andei muito pelo local, o pouco que eu vi foi uma boa área arborizada, bem calmo.

Parque Municipal de BH

Possui lago com canoas para você passear, e tem um parquinho montado com brinquedos para as crianças, não sei se esse parquinho é sazonal.

Parque Municipal BH 1  Parque Municipal BH 2

No domingo tinha uma ação de saúde para verificar a pressão arterial e outra para doar mudas de árvores.

Acho que vale a pena passear no local.

End.: Avenida Afonso Pena, 1377 – Centro.

Saindo do parque pela entrada da Av. Afonso Pena, você sairá na de frente para a Avenida João Pinheiro, subindo essa Avenida você chega a Praça da Liberdade.

Praça da Liberdade – a praça tem ao redor muitos prédios históricos que fazem parte do Circuito Cultural Praça da Liberdade, dá para passar um bom tempo por lá visitando tudo, e se perder na história do local.

A praça estava super movimentada com pessoas caminhado, pedalando, crianças brincando, um lugar gostoso para passar a manhã.

Praça da Liberdade BH 1 Praça da Liberdade BH

 Praça da Liberdade BH 2 Parque da Liberdade BH 4

Depois da caminhada pela Feira Hippie, Parque Municipal e pela Praça da Liberdade, de novo não aguentei muita coisa e visitei só um prédio do Circuito. O que foi uma pena porque gosto muito desses lugares que você pode “reviver” história, tudo aquilo que lemos nos livros de história saem da imaginação e se tornam reais, acho isso fantástico. Locais históricos me fascinam e me inspiram mais ainda a viajar. Bom, vamos voltar para o nosso roteiro.

Memorial Minas Gerais Vale – é um museu, que fica no prédio da Secretaria da Fazenda da cidade. Apesar de ter todo o seu porte arquitetônico preservado ele é interativo, cada sala é uma surpresa.

Memorial Minas Gerais Vale

 Memorial Minas Gerais Vale 1 Memorial Minas Gerais Vale 5

Tem molduras com telas que passam vídeos com personagens da história contando a história do local, como se fosse aqueles quadros de desenho que são mal-assombrados e se mechem na parede…rsrsrs (ok, não foi a melhor comparação, mas é divertido eu garanto).

Memorial Minas Gerais Vale 2

Ainda tem sala onde você senta na mobília antiga para assistir vídeos antigos, maquetes da antiga cidade, teatro antigo. Gente não dá para contar tudo, mas é muita coisa legal.

Memorial Minas Gerais Vale 3 Memorial Minas Gerais Vale 4 Memorial Minas Gerais Vale 6

O meu ambiente preferido foi “O POVO MINEIRO” são três cabeças enormes onde são projetados personagens que contam a história do seu povo, e como contribuiu para formação da população mineira.

Memorial Minas Gerais Vale 7

Gente, que riqueza de recursos visuais. O museu é INCRÍVEL!!!

No domingo iria ter uma apresentação de música no Auditório como tiveram pessoas que não conseguiram ingressos a orquestra deu uma palhinha na escadaria do Museu.

Memorial Minas Gerais Vale 8

E sabe quanto pagamos para visitá-lo: NADAAAA!!!

End.: Praça da Liberdade – Savassi

Almoço ficou por conta do Armazém 130, Botequim-restaurante é uma excelente opção para almoço ou jantar. Chegamos por volta das 14h30 e esperamos por uma hora para ter uma mesa, já tinha lido que lá você sempre encontrava fila de espera. Se você não gosta de esperar não uma boa opção, mas como estamos acostumados com isso ficamos tranquilos.

MERCEARIA 130 MERCEARIA 130 1

Enquanto esperávamos ficamos no balcão de frente para cozinha que aberta (tem um vidro em volta) e você pode observar os pratos saindo.

MERCEARIA 130 2

Pedimos entradas: Bolinho de Bacalhau e Ceviche (olha o vicio Smiley mostrando a língua )

MERCEARIA 130 3

Quando a nossa mesa foi disponibilizada pedimos os pratos principais: o marido pediu uma entrada mesmo Tartare de Salmão e eu fiquei com Ancho com risoto à parmegiana (com queijo Canastra). Tudo uma delícia.

MERCEARIA 130 5MERCEARIA 130 4

End.: Rua Ivai, 130 – Serra

Resumo da viagem para BH: Que cidade gostosa. Povo acolhedor e prestativo com sotaque gostoso de ouvir (se eu ficasse mais tempo pegava fácil o sotaque deles). Quanto à culinária? Não precisa falar nada, né?!!!

Minha Mochila voltou com doces, queijo e muito feliz por ter conhecido um pouquinho de “Beaga”.

POR DO SOL EM BH

Por do Sol de BH 🙂

Vocês já foram a BH? O que vocês fizeram lá?

4 comentários sobre “Fim de Semana em Belo Horizonte/MG

  1. Estive em Belo Horizonte e conheci o centro e o parque municipal, e realmente acho que vale a pena a visita! Quem está em BH, tem a opção de conhecer também as cidades históricas mineiras a poucas horas de distância de lá. A rodoviária de BH têm ônibus com frequência diária para Ouro Preto, Tiradentes, Mariana, Congonhas do Campo… Para quem tiver mais que um fim de semana, vale muuuuito a pena pegar um ônibus e passar 2 a 3 dias nessas cidades, conhecendo a riqueza histórica e arquitetônica desses locais. Essa é a minha dica!

    Curtido por 1 pessoa

  2. Nair, cheguei no seu blog pelo Brasucando e li sua viagem pelo Texas e descobri este post de BH. Minha cidade!! Como é bom ler sobre lá principalmente morando fora. Pena que estava resfriada. Em julho passarei um mês e matarei a saudade de tudo…rsrs.
    Dica de café da manhã bacana lá são vários: Casa Bonomi é o meu queridinho. Pequeno, charmoso e delicioso. Opção buffet tem o café colonial da Momo, Bendita Gula (Lourdes) e o super Nosso também tem a opção de buffet. Não sei os horários.
    Abraços,
    Daisy

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s